Que tal um pouco de otimismo? O Coronavírus não iniciará uma crise econômica global

Ao menos é isso que dizem alguns dos mais renomados especialistas do mundo. Hoje, como já falamos aqui no nosso blog previamente, estamos vivendo um cenário de muito pé atrás e dúvidas do futuro. A epidemia que vemos poderia vir a fazer a China frear seu crescimento a ponto de provocar uma recessão de nível global?


Mesmo que as notícias pareçam pessimistas a todo instante, esse é um momento que também devemos evitar o pânico. Vemos e sabemos que as repercussões econômicas do vírus podem ir até além da aceleração da China, mas como tudo na economia, a recuperação do país, e do mundo, podem ser igualmente rápidos.


Em verdade, a China já volta à normalidade agora mesmo, com fábricas voltando à sua atividade normal e as pessoas ocupando os cargos de trabalho como sempre.


O que mudou desde o H1N1?


Muitas pessoas comparam a atual situação ao H1N1, mas é importante lembrar que em 2003 a China pesava apenas 4% do PIB Global. 10 anos atrás, à época do H1N1, ela pesava 5,4% a mais, totalizando 9,4% no peso do PIB Global. E hoje, está em 16%.


Com esse peso, a recuperação desse gigante econômico dirá e ditará como o mundo vai se recuperar. Por enquanto, podemos ver um cenário bem positivo. Como o país é o maior exportador de mercadorias no mundo, a melhoria de sua economia pode alavancar diversos outros, principalmente os produtores de commodities, como é o caso do Brasil.


Segundo o Fundo Monetário Internacional, que tem estudado toda a economia mundial em tempo real, o Brasil deve crescer ainda esse ano, seguindo a linha que tem abordado perante o vírus. De acordo com previsões anteriores à pandemia, o país deveria crescer 2,5%, mas agora crescerá 2,1%.


De acordo com o mesmo órgão, os reflexos de um possível frear na economia chinesa não serão suficientes para causar uma recessão mundial, e uma prova vem do simples fato de que as Bolsas de Valores asiáticas continuam crescendo agora, com a reabertura das fábricas.


Nos agarremos no otimismo racional


Sabemos bem que esse é um cenário onde todo e qualquer investimento significativo parece irreal e até mesmo utópico, mas podemos nos agarrar nas possibilidades positivas e em como poderemos encontrar um mundo mais bonito depois dessa crise.


Juntos, podemos fazer a nossa parte nesse momento, optando pelo isolamento voluntário, procurando ser responsáveis com as nossas saídas de casa e sempre investindo nos cuidados que são recomendados pelas organizações internacionais e nacionais de saúde.


Brevemente, devemos estar em um mundo muito melhor e menos caótico. De certo, conversaremos assim que tudo isso passar, e voltaremos a falar um pouco mais do cenário imobiliário aqui da linda Flórida!


Até mais, e não esqueça de ler os outros artigos que publicamos aqui previamente, para se informar um pouco sobre o cenário imobiliário aqui da região!

Fale conosco

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *