Como abrir uma empresa nos EUA: confira as melhores dicas

Muitos brasileiros, em busca de novas oportunidades, desejam saber como abrir uma empresa nos EUA. Existem algumas regras a serem cumpridas, mas não apenas isso. É preciso fazer um amplo estudo prévio para mapear riscos de um novo negócio.

 

No post de hoje, apresentamos as melhores dicas para quem quer saber como abrir uma empresa nos EUA. Saiba quais são os principais requisitos e aprenda a identificar as melhores opções em diferentes mercados.

 

Como abrir uma empresa nos EUA: informações básicas

Antes de entrarmos propriamente no passo a passo da abertura de uma empresa nos Estados Unidos, vale a pena se atentar para alguns pontos básicos:

 

  • Documentos necessários: passaporte e mais um documento com foto;
  • Processo de abertura: remoto (e-mail /fax) ou presencial;
  • Prazo: de 7 a 10 dias;
  • Custo de abertura: 500 a 2 mil dólares;
  • Endereço comercial: obrigatório possuir um endereço nos Estados Unidos;
  • Legislação: alguns aspectos variam de acordo com o estado.

 

Como abrir uma empresa nos EUA: modalidades

Que tipo de empresa você pretende abrir nos Estados Unidos? Essa definição é muito importante para quem deseja iniciar um negócio de sucesso. Existem quatro grandes modalidades de empresas nos EUA:

 

  • Corporation: entidade jurídica independente em que os acionistas detêm o capital social da empresa. Anualmente, é realizado o balanço da operação para que sejam pagos os impostos e distribuídos os lucros aos acionistas.
  • Limited Liability Company (LLC): mais comum entre os brasileiros, a Companhia de Responsabilidade Limitada tem como um de seus trunfos não ser tributada como uma Corporation. No entanto, essa modalidade só é permitida em alguns estados norte-americanos.
  • Partnership: empresa que necessariamente é compartilhada por duas ou mais pessoas, responsáveis por dividir obrigações, propriedade e aportes financeiros. Há três categorias de partnerships: parcerias gerais, parcerias limitadas e joint ventures.
  • Sole Proprietorship: negócio que pertence a uma única pessoa e que é legalmente considerado como parte do indivíduo.

(Saiba mais sobre os tipos de empresa que podem ser abertas nos Estados Unidos)

 

 

 

 

 

 

Como abrir uma empresa nos EUA: passo a passo

A abertura de uma empresa nos Estados Unidos não é um processo complicado. Preparamos uma lista com os sete passos fundamentais para você dar vida a um negócio na terra do tio Sam. Confira:

 

1- Nome da empresa: essa escolha pode ser determinante para o sucesso de um negócio, por isso faça um bom estudo previamente.

2- Modalidade da empresa: escolha dentre as alternativas descritas anteriormente com base no tipo de negócio que você deseja iniciar.

3- Endereço comercial: é preciso ter um endereço em território norte-americano para registrar a empresa. Caso a empresa não precise de uma estrutura física para operar, você pode utilizar um endereço alternativo como o de seu contador ou de um terceiro.

4- Registro e EIN: para registrar a empresa, você deve efetuar o pagamento ao departamento do estado. Feito isso, você recebe o EIN (Employer Identification Number) – o equivalente ao nosso CNPJ.

5- Conta bancária: o fluxo de caixa da empresa tem de estar atrelado a uma conta corporativa.

6- Tax Collector’s Office: o órgão responsável por coletar impostos deve ter a sua empresa em seus registros. O trâmite é realizado por meio do condado em que o negócio se situa.

7- Sales Tax Certificate: certificado necessário para empresas que comercializam produtos. Por meio desse documento, você ficará em dia com os impostos sobre as vendas. Cada estado possui um Department of Revenue (Departamento de Receita) responsável por esse processo.

 

Como abrir uma empresa nos EUA: pontos de atenção

O ímpeto de fazer um negócio dar certo e a atenção com as questões burocráticas não são o bastante. Empreender nos Estados Unidos ou em qualquer outro país exige alguns cuidados.

 

Os brasileiros devem notar para as diferenças culturais ao estabelecer uma estratégia de negócio. O que funciona no nosso país não necessariamente será aceito por pessoas que têm outros costumes. Esses aspectos têm de ser muito bem compreendidos para os produtos e serviços oferecidos estarem de acordo com os hábitos de consumo da cidade escolhida.

 

Outro ponto de atenção é a questão logística. No trato com fornecedores, é fundamental entender todos os encargos envolvidos e também as diferenças em relação ao Brasil. Além disso, questões climáticas podem impactar a durabilidade de determinados produtos.

 

Investimento em imóveis

O espírito empreendedor não se manifesta apenas na abertura de um negócio. Quem busca alternativas de investimento para conquistar maior rentabilidade também pode ser caracterizado como um empreendedor.

 

Investir nos Estados Unidos é uma excelente alternativa para quem deseja potencializar os seus ganhos e deseja evitar os riscos de um novo negócio. Se você faz parte desse grupo, a opção pelo mercado imobiliário está entre as principais no atual cenário.

 

A compra de uma casa em cidades turísticas como Miami e Orlando proporciona boas perspectivas de lucro em médio prazo. Embora o dólar viva uma fase de alta, o investimento na moeda norte-americana tende a ser sólido em diferentes cenários.

 


Agora que você já sabe como abrir uma empresa nos EUA, pode ampliar as suas opções. Caso você esteja mais propenso para o investimento em imóveis, vale a pena conhecer as casas oferecidas pela Vitoria Realty. Clique aqui e confira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *